Print
PDF

Santa Fé recebe certificação no Programa Município Verde Azul

on .

Em Mogi das Cruzes foi realizada a cerimônia de certificação organizada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente. Esta foi a primeira fase de pré-certificação dos municípios paulistas que pleitearam participação do Programa Município Verde Azul (PMVA). Ao todo, 606 cidades paulistas disputaram, contudo, apenas 103 saíram pré-certificadas na primeira etapa e Santa Fé obteve bons resultados e foi certificada.

Os quesitos observados foram: o nível de esgoto tratado, a gestão da água, destinação de resíduos sólidos, cidade sustentável, arborização urbana e educação ambiental, entre outros. Em setembro há a segunda etapa, com mais avaliações de diferentes quesitos. Em dezembro acontece a avaliação final. Quem ultrapassar a marca dos 80 pontos ganha a certificação de Município Verde Azul. Até o ano passado, o Estado distribuía R$ 1,5 milhão em verbas às cidades mais bem posicionadas. Para 2017, a premiação subiu para R$ 15 milhões.

Durante o evento, o secretário de Estado do Meio Ambiente Ricardo Salles falou sobre a questão do lixo e sua correta destinação é a principal preocupação do momento. “Pedi à Cetesb que fizesse um pente fino nos aterros públicos e privados para saber a situação deles. Muitos deles têm uma herança negativa do que não se fez no passado. É necessário buscar soluções como os aterros regionais consorciados. Há uma verba de R$ 170 milhões para fazermos estes aterros. Um dos desafios é achar áreas disponíveis para a instalação desta iniciativa dentro de um raio de 70 quilômetros (das regiões) e que não sejam perto de cursos d'água e nem que seja necessária a supressão de vegetação. Estes casos serão tocados pela diretoria central da Cetesb”, afirmou.

Segundo o Interlocutor, Denis Henrique Quiozini, o programa teve alteração na forma de certificação, diferentemente dos últimos anos na qual a certificação era divulgada somente em dezembro, hoje, serão 3 certificações, a próxima em agosto e a última em dezembro, lembrando que os recursos serão liberados aos municípios a partir dessa segunda certificação. "O próprio Secretário de Estado lembrou a todos os prefeitos, portanto tem que se haver uma mobilização de todas as secretárias e vontade política para alcançar os objetivos do município, esse certificado traz não somente visibilidade, vem também acompanhado de recursos a serem usados na melhoria da qualidade de vida da população, portanto compensa os esforços para um bom desempenho no programa".

Santa Fé é pré-certificada no Programa Município Verde Azul